Alpargatas - Relações com Investidores

 

Outras Informações> Glossário   A- A A+ Imprimir Página


GLOSSÁRIO      

 


A B C D E F G H I J L M N O P R S T U V

A

ABRASCA: Associação Brasileira de Companhias Abertas. Fundada em setembro de 1971, é uma entidade civil de âmbito nacional, sem finalidades lucrativas, cuja personalidade jurídica é distinta das de suas associadas, que são empresas legalmente registradas como companhias abertas.

Ação Ordinária: (ON) - Confere ao acionista direito de voto em assembléias gerais da empresa. Na distribuição dos dividendos da empresa, seus proprietários só recebem sua parcela correspondente depois que os proprietários das ações preferenciais tenham recebido suas parcelas.

Ação Preferencial: (PN) - Garante aos acionistas a prioridade no recebimento de dividendos (geralmente em percentual mais elevado que o atribuído para as ações ordinárias) e no reembolso do capital, no caso de dissolução da empresa.

APIMEC: Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais. É uma associação civil sem fins lucrativos. Congrega analistas do mercado de capitais e relacionados, promovendo atividades socioculturais que objetivam a integração, formação e especialização de seus associados.

Assembléia Geral Extraordinária: (AGE) - Reunião dos acionistas de uma empresa em caráter extraordinário, esta convocação não é obrigatória.

Assembléia Geral Ordinária: (AGO) - Reunião dos acionistas de uma empresa, cuja convocação é obrigatória, para que haja verificação dos resultados, leitura, discussão e votação dos relatórios de diretoria e eleição do conselho fiscal da diretoria desta sociedade anônima.

  Topo

 

B

B3: Fruto da combinação entre a BM&FBOVESPA e a Cetip, nasce a B3, uma empresa maior do que a soma das partes. Uma companhia de infraestrutura de mercado financeiro de classe mundial.

BACEN: Banco Central do Brasil.  Autarquia federal integrante do Sistema Financeiro Nacional, sendo vinculado ao Ministério da Fazenda do Brasil. Assim como os outros bancos centrais do mundo, o brasileiro é uma das principais autoridades monetárias do país, sendo a principal o Conselho Monetário Nacional - CMN.

Balanço: Demonstrativo contábil dos valores do ativo, passivo e do patrimônio líquido de uma empresa. Refere-se a um exercício social completo.
Benchmark: Termo utilizado no mercado financeiro para determinar um índice que servirá como parâmetro de comparação entre investimentos. Um fundo cambial, por exemplo, pode ter como benchmark a variação do dólar norte-americano.

BM&FBOVESPA: Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros. Bolsa oficial do Brasil, sediada em São Paulo e a segunda maior bolsa de valores do mundo em valor de mercado. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) fundiram-se, dando origem a uma nova instituição que está ligada a todas as bolsas de valores brasileiras.

BNDES: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social. Empresa Pública cujas atividades são: estudar os problemas de desenvolvimento econômico global e examinar projetos específicos, visando impulsionar o setor econômico do país, fortalecer o setor empresarial nacional, atenuar os desequilíbrios regionais, promover o desenvolvimento integrado das atividades agrícolas, industriais e de serviços, e promover o crescimento e a diversificação da exportações.

Bolsa de Valores: Associação civil sem fins lucrativos onde se negociam títulos e valores mobiliários. Seus principais objetivos são: manter local ou sistema de negociação eletrônico adequados para que ocorram as transações de compra e venda de títulos e valores mobiliários; preservar elevados padrões éticos nas negociações; fazer a divulgação das operações realizadas com rapidez e detalhes.

Bovespa: Bolsa de Valores de São Paulo. Associação civil sem fins lucrativos onde se negociam títulos e valores mobiliários. Seus principais objetivos são: manter local ou sistema de negociação eletrônico adequados para que ocorram as transações de compra e venda de títulos e valores mobiliários; preservar elevados padrões éticos nas negociações; fazer a divulgação das operações realizadas com rapidez e detalhes.

BR GAAP: Práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais são baseadas na Lei das Sociedades por Ações, nas normas contábeis emitidas pelo IBRACON e nas resoluções da CVM e do CFC.

  Topo

 

C

CAGR: Compound annual growth rate (taxa composta de crescimento anual).

Capital Social: Financeiramente ou contabilmente conceituando, é a parcela do patrimônio líquido de uma empresa que represente investimento na forma de ações (no caso da Alpargatas S.A.) efetuados na companhia pelos acionistas, o qual abrange não somente as parcelas entregues a eles, mas também os valores obtidos pela empresa e que, por decisão dos acionistas, são incorporados no capital social.

CBLC: Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia. Departamento da BM&FBOVESPA, responsável pela custódia das ações e outros títulos privados no mercado financeiro brasileiro.

CMN: Conselho Monetário Nacional. Conselho, criado pela Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964 com poder deliberativo máximo do Sistema Financeiro Nacional, responsável por expedir normas e diretrizes gerais para seu bom funcionamento.

Commodity: Termo em inglês geralmente utilizado no plural como Commedities. No mercado financeiro é usado para indicar um tipo de produto, geralmente agrícola ou mineral, de grande importância econômica iternacional, pois é amplamente negociado entre importadores e exportadores, como petróleo, soja, carne, algodão, aço, cobre, etc.

Conference Call: Conferência telefônica com analistas, investidores institucionais e investidores individuais no período em que a Companhia reporta seus resultados financeiros do trimestre mais recente. A conferência deve incluir também informações relacionadas à visão de futuro da Empresa.

Conselheiro Independente: Conforme o regulamento do Novo Mercado, o Conselheiro Independente caracteriza-se por: (i) não ter qualquer vínculo com a Companhia, exceto participação de capital; (ii) não ser acionista controlador, cônjuge ou parente até segundo grau daquele, ou não ser ou não ter sido, nos últimos três anos, vinculado a sociedade ou entidade relacionada ao acionista controlador (pessoas vinculadas a instituições públicas de ensino e/ou pesquisa estão excluídas desta restrição); (iii) não ter sido, nos últimos três anos, empregado ou diretor da Companhia, do acionista controlador ou de sociedade controlada pela Companhia; (iv) não ser fornecedor ou comprador, direto ou indireto, de serviços e/ou produtos da Companhia, em magnitude que implique perda de independência; (v) não ser colaborador ou administrador de sociedade ou entidade que esteja oferecendo ou demandando serviços e/ou produtos à Companhia; (vi) não ser cônjuge ou parente até segundo grau de algum administrador da Companhia; e (vii) não receber outra remuneração da Companhia além da de conselheiro (proventos em dinheiro oriundos de participação de capital estão excluídos desta restrição). São ainda considerados "Conselheiros Independentes" aqueles eleitos mediante as faculdades previstas no artigo 141 parágrafos 4º e 5º ou no artigo 239 da Lei das Sociedades por Ações, os quais contemplam quoruns e formas para eleição de membros do conselho pelos acionistas minoritários.

*Conselho de Administração: corpo de membros eleitos ou designados, que conjuntamente supervisiona as atividades de uma empresa ou organização.

*Conselho Fiscal: órgão fiscalizador dos atos de gestão administrativa e funciona de modo permanente.

CVM: A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é uma autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda do Brasil, instituída pela Lei 6.385, de 7 de dezembro de 1976, alterada pela Lei nº 6.422, de 8 de junho de 1977, Lei nº 9.457, de 5 de maio de 1997, Lei nº 10.303, de 31 de Outubro de 2001, Decreto nº 3.995, de 31 de outubro de 2001, Lei nº 10.411, de 26 de fevereiro de 2002, na gestão do presidente Ernesto Geisel, e juntamente com a Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76) disciplinaram o funcionamento do mercado de valores mobiliários e a atuação de seus protagonistas. A CVM tem poderes para disciplinar, normalizar e fiscalizar a atuação dos diversos integrantes do mercado. Seu poder de normalizar abrange todas as matérias referentes ao mercado de valores mobiliários.

  Topo

 

D

Despesas Operacionais: podem ser subdivididas em Despesas Administrativas (salários do pessoal administrativo, aluguel do escritório, conta de telefone e luz do escritório, etc.) e Despesas de Vendas (marketing, divulgação, descontos, comissões, etc.). Assim, as Despesas Operacionais são todas as despesas relativas às atividades da empresa, porém que incidem de forma indireta (as diretas estão agrupadas no Custo dos Produtos Vendidos).

Diretoria: Composta de membros eleitos pelo conselho de administração, ou na ausência deste, pela assembléia geral, a diretoria é responsável pela representação e administração da companhia.

Disclosure: Quando uma empresa divulga informações, facilitando a tomada de decisão do investidor e aumentando sua proteção.

Dividendo: Valor distribuído aos acionistas, em dinheiro, na proporção da quantidade de ações possuídas. Resulta dos lucros obtidos por uma empresa no exercício corrente ou em exercícios passados.

  Topo

 

E

EBITDA: Do inglês earnings before interest taxes, depreciation and amortization (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortizações). Também conhecido como Lajida ou geração de caixa operacional. Corresponde ao resultado operacional antes de resultado financeiro e despesa com colocação de ações, adicionado da depreciação e amortização, da variação das provisões técnicas e receita por atraso de pagamento de clientes, menos participação de funcionários sobre lucro. O EBITDA não é linha de demonstrações financeiras pelas Práticas Contábeis Adotadas no Brasil e não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados. O EBITDA não tem significado padronizado e a nossa definição de EBITDA pode não ser comparável à utilizada por outras companhias.

e-Commerce: Forma de comércio onde as transações são realizadas por meio de equipamentos eletrônicos ligados a redes de transmissão de dados, tais como computadores e telefones celulares.

Estatuto Social: Conjunto de normas e regras em que se fixam os princípios institucionais ou orgânicos de uma coletividade ou corporação, pública ou particular.

Eurobonds: Títulos emitidos pelo governo ou por empresas brasileiras no mercado Internacional.

  Topo

 

F

Faturamento: É o resultado financeiro da venda de produtos ou serviços de uma empresa.

Free Float: Quantidade de ações de uma empresa disponível para negociação em mercados organizados. Comumente denomina-se “Ações em Circulação”, excluindo-se os detidos pelos acionistas controladores.

Fluxo de Caixa: Define a movimentação de entradas e saídas do numerário no caixa de uma empresa. Também intitula um quadro demonstrativo e cronológico de previsão dos ingressos e saídas dos recursos de um caixa num período futuro (dias, meses, anos) que constitui instrumento de fundamental importância para programação financeira de uma empresa em operação ou para a implantação de um projeto. Neste último caso, a ánalise do fluxo de caixa permite a definição do ponto de equilíbrio do empreendimento.

  Topo

 

G

Governança Corporativa: Governança corporativa são as práticas e os relacionamentos entre os Acionistas/Cotistas, Conselho de Administração, Diretoria, Auditoria Independente e Conselho Fiscal, com a finalidade de otimizar o desempenho da empresa e facilitar o acesso ao capital. A expressão é designada para abranger os assuntos relativos ao poder de controle e direção de uma empresa, bem como as diferentes formas e esferas de seu exercício e os diversos interesses que, de alguma forma, estão ligados à vida das sociedades comerciais.

  Topo

 

H

High Yield: Significa alta taxa de retorno. Os empréstimos nos quais as empresas pagam juros sensivelmente altos, e que usualmente são feitos no mercado europeu, são classificados como de High Yield. Os fundos de investimentos que investem em títulos classificados como High Yield normalmente apresentam um maior risco de crédito.

Holding: Empresa que mantém o controle sobre outras (subsidiárias) pela posse majoritária das ações. Em geral uma holding não produz nada, destinando-se apenas a centralizar o controle sobre um complexo de empresas.

Home Broker: É um canal de relacionamento entre os investidores e as sociedades corretoras, para negociações no mercado acionário, permitindo o envio de ordens de compra e venda de ações pela Internet e possibilitando acesso às cotações e acompanhamento de carteiras de ações, entre vários outros recursos.

  Topo

 

I

IBOVESPA: É o mais importante indicador do desempenho do mercado de ações brasileiro, pois retrata o comportamento das principais ações negociadas na BOVESPA. Ele é formado a partir de uma aplicação imaginária, em Reais, em uma quantidade teórica de ações (carteira). Sua finalidade básica é servir como indicador médio do comportamento do mercado. Por tanto, as ações que fazem parte do índice representam mais de 80% do número de negócios e de negócios e de volume financeiro negociado no mercado à vista. Como as ações que fazem parte dessa carteira tem grande representatividade, podemos dizer que se a maioria delas estiver subindo, o mercado, medido pelo Índice Bovespa, está em alta, e se estiver caindo, está em baixa.

IBrX-100: Índice Brasil/Bovespa. É um Índice de preços que mede o retorno de uma carteira teórica, composta por ações de 100 companhias abertas, selecionadas entre as mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, em termos de número de negócios e volume financeiro. As ações que compõem o índice são ponderadas pelo respectivo número de ações que estão disponíveis para negociação no mercado. O Índice Brasil é considerado um índice que avalia o retorno total das ações componentes de sua carteira.

IBrX–50: Índice Brasil 50. É um índice que mede o retorno total de uma carteira teórica composta por 50 companhias abertas, selecionadas entre as mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, em termos de número de negócios e volume financeiro. O IBrX-50 tem as mesmas características do IBrX-100 – Índice Brasil/Bovespa, que é composto por 100 ações selecionadas entre as mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.

Inflação: Aumento persistente dos preços em geral, de que resulta uma contínua perda do poder aquisitivo da moeda.

  Topo

 

J

Juros Nominais: Taxas de remuneração do capital que não levam em consideração a variação de algum indexador ou índice de inflação.

Juros reais: É o resultado da taxa de juros nominal, descontada a inflação ou índice de preços.

Juros sobre o Capital Próprio: Forma de remuneração ao acionista da empresa, originada pelo lucro retido em períodos anteriores.

  Topo

 

L

Liquidez: Capacidade que um título tem de ser convertido em moeda. A liquidez absoluta só é conferida ao papel-moeda, todos os outros títulos tendo liquidez inferior, que varia conforme o investimento e a conjuntura econômica.

Logística: É o processo de planejamento, implantação e controle dos fluxos de entrada e saída de materiais, assim como armazenagem, serviços e informações, que abrange desde os fornecedores até os clientes.

Lote fracionário: Lote que apresenta uma quantidade de ações inferior ao lote-padrão.

Lote-padrão: Lote de títulos que apresentam características idênticas. Esta quantidade de títulos é prefixada pelas bolsas de valores.

Lucro Bruto: Diferença entre a Receita Líquida e o Custo do Produtos Vendidos.

Lucro Líquido: Diferença positiva do Lucro Bruto menos o Lucro Operacional e o não Operacional, sendo um resultado final apurado em um determinado período, após o registro de todas as receitas e despesas.

  Topo

 

M

Margem: É um valor fixado pela Bolsa de Futuros ou pela caixa de registro e liquidação ao comprador ou vendedor de um contrato a termo que servirá como garantia para o cumprimento da obrigação futura.

Margem Bruta: Lucro Bruto ÷ Receita Líquida, sendo um dos melhores indicadores de produtividade: se comprarmos duas empresas de mesma atividade, aquela que tem maior margem bruta é a mais produtiva (seja por eficiência nos processos, ganho de escala, estrutura de custos, etc.).

Margem Líquida: Lucro Líquido ÷ Receita Líquida, sendo um indicativo de lucratividade: se compararmos duas empresas de mesma atividade, aquela que tem maior Margem Líquida é aque apresenta melhor rentabilidade no negócio, incluindo-se aí a questão operacional, financeira e extra-operacional.

Market share: Medida da participação de uma marca ou produto no mercado.

Mercado de Ações: Mercado no qual são negociadas as ações, seja através do mercado primário ou secundário.

Mercado de Capitais: Onde se realizam operações de transferência de recursos financeiros de prazos variados realizados entre os chamados poupadores e investidores.

Mercado Financeiro: É o mercado voltado para a transferência de recursos entre os agentes econômicos. No mercado financeiro, são efetuadas transações com título de prazos variados.

Mercado Primário: Mercado de emissão de novas ações ou títulos em geral.

Mercado Secundário: Onde ocorre a negociação dos títulos adquiridos no mercado primário, favorecendo a liquidez dos papéis já emitidos.

  Topo

 

N

Nata Promissária (NP): Título de crédito emitido pelas companhias, para colocação pública, que confere a seu titular direito de crédito.

Novo Mercado: Segmento especial de listagem da BOVESPA, com regras diferenciadas de governança corporativa.

  Topo

 

O

Oscilação: Variação do preço de um determinado ativo em um certo período de tempo.

  Topo

 

P

Passivo: O passivo compreende todas as obrigações e dívidas de uma empresa.

Patrimônio Líquido: O valor líquido dos bens de uma empresa. Representa a diferença entre o valor total dos bens e o valor da dívida com terceiros.

PIB: Produto Interno Bruto. Soma de toda a riqueza gerada pela economia de um país em determinado intervalo de tempo (geralmente um ano).

Press Release: São documentos divulgados por assessorias de imprensa, neste caso por Relações de Investidores, para informar, anunciar, contestar, esclarecer ou responder à mídia sobre algum fato que envolva o assessorado, positivamente ou não. É, na prática, uma declaração pública oficial e documentada do assessorado.

  Topo

 

R

Receita Bruta: Total de reais recebido pela venda dos produtos ou serviço da empresa,sem qualquer dedução.

Receita Líquida: Montante que a empresa efetivamente recebe pelas vendas de seus produtos, ou seja, o faturamento (receita bruta) diminuído dos impostos diretos, como ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins.

  Topo

 

S

Sociedade Anônima: Sociedade Comercial formada por, no mínimo, dois sócios, cujos respectivos capitais são representados pelo número proporcional de ações: a responsabilidade de cada um é limitada ao preço de emissão das ações subscritas ou adquiridas; as S.A. podem exercer qualquer tipo de atividade considerada juridicamente comercial, industrial ou de prestações de serviços. As S.A. devem exercer atividade de fim lucrativo.

Stock Options: São opções entregues aos gestores e colaboradores de uma firma como forma de os remunerar, e de alinhar os seus objectivos com os objectivos da empresa.

Sustentabilidade: Princípio de atuação de uma sociedade que mantém as características necessárias para um sistema social justo, ambientalmente equilibrado e economicamente próspero por um período de tempo longo e indefinido. Atende, assim, às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades.

  Topo

 

T

Tag along: Direito que assegura aos acionistas minoritários a extensão das condições oferecidas aos acionistas controladores, no caso de venda do controle da companhia.

  Topo

 

U

US GAAP: United States Generally Accepted Accounting Principles. São as normas de contabilidade utilizadas nos Estados Unidos da América, e que devem ser seguidas por todas as empresas de outros países que quiserem negociar suas ações e/ou títulos em Bolsas de Valores dos EUA.

  Topo

 

V

Valor de Mercado: O Valor de Mercado (em inglês, Market Cap) é o valor da empresa em bolsa, ou seja, hipoteticamente quanto um investidor gastaria para comprar a totalidade das ações da empresa pela cotação atual no mercado. Para obter-se este valor, multiplicamos a cotação de cada tipo de ação da empresa pelo respectivo número de ações em circulação.

Valor Patrimonial (VPA): O Valor Patrimonial da ação é o valor do Patrimônio Líquido da empresa dividido por seu número de ações.

Volatibilidade: Indica o grau médio de variação das cotações de um título em um determinado período.

  Topo


 

 

Alpargatas - Relações com Investidores

Havaianas Dupé Topper Mizuno Sete Léguas Osklen Meggashop


ALPARGATAS

- Perfil

- Histórico
- Marcas Alpargatas
- Resp.Socioambiental
- Onde Estamos
- Prêmios e Reconhecimentos
- Informações Gerais


GOV. CORPORATIVA

- Visão Geral
- Grupo de Controle
- Administração
- Estatutos e Políticas
- Princípios de Conduta e Ética


INF.FINANCEIRAS

- Planilhas
- Resultados Trimestrais
- Teleconferência
- Apresentações
- Arquivo CVM
- Relatórios Anuais

INF.AOS INVESTIDORES

- Coberturas de Analistas
- Atas e Comunicados
- Gráficos e Cotações
- Remuneração aos Acionistas
- Calendário de Eventos

OUTRAS INFORMAÇÕES


- Central de Downloads
- Cadastre-se no Mailling
- Perguntas Frequentes
- Glossário
- Sua Opinião sobre o site

Copyright © 2004 - 2017 - Relações com Investidores - Alpargatas S.A - Todos os Direitos Reservados. Criart